sábado, 18 de dezembro de 2010

Anima Mundi 2010: Making of

Recém-postado, abaixo o making of do Festival Internacional de Cinema de Animação, o Anima Mundi, que este ano completou 18 anos, e tive o prazer de estar lá para poder sentir de perto. Quem puder ir, está mais do que recomendado, é uma experiência única. Se estiver com um filme participando, então, nem se fala :D


Making Of Anima Mundi 2010 Português from Anima Mundi on Vimeo.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Referência - Chel White

Enquanto muito têm acontecido comigo e o fato de eu estar envolvido em um bocado de coisas (embora tentando relaxar nesses recessos de fim de ano e pôr a cabeça em ordem), coisas interessantes chegam até nós. Uma que descobri quase que por acaso nos arquivos do sempre referência No Fat Clips foi o filme abaixo. Photocopy Cha Cha (Choreography for Copy Machine) foi realizado em 1990 pelo animador estadunidense Chel White, e é impressionantemente forte, impactante e, como toda ideia revolucionária, original e genial, é estupidamente simples. Utilizando uma máquina de fotocópias, Chel literalmente "tirou cópia" dos amigos, utilizando recursos simples do cinema de animação (ciclos, sobreposições e outros) e criou uma obra de ritmo e tom perfeitos. A música também é do próprio Chel White, o que deixa este trabalho ainda mais autoral :)


Photocopy Cha Cha (Choreography for Copy Machine) from Bent Image Lab on Vimeo.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Atelier/estúdio/ilha


Imagens do meu atelier/estúdio/ilha de edição neste exato momento, enquanto capturo um material pra editar. A velha e boa captura linear - que faço pela primeira vez via firewire, controlando a câmera pelo computador - me faz lembrar os bons e velhos tempos quando eu e alguns amigos do colégio editávamos nossos filmes no tradicional esquema videocassete a videocassete, um reproduzindo e outro gravando. Qualquer dia desses recupero esses materiais e posto. Embora as tecnologias tenham mudado sensivelmente, a sensação que sinto ao fazer ainda é a mesma de doze anos atrás. Não peguei a era da montagem de película na moviola, mas o que vivi com certeza já pertence a um passado que me orgulha de ter participado.. :D

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Panorama do Cinema de Animação Cearense


Nos dias 13 e 14 últimos estivemos, eu, Telmo Carvalho e Carolinne Vieira em Juazeiro do Norte, para o Panorama do Cinema de Animação Cearense, que aconteceu dentro da Mostra Sesc Cariri de Cultura 2010. Foi muito bacana! Ao todo foram 15 filmes de animação que eu e o Telmo selecionamos, na curadoria.



   O Panorama aconteceu no CCBNB, espaço muito agradável onde também exibimos no ano passado. Após as sessões fizemos debates com o público, que se mostrou muito interessado não apenas em aspectos técnicos dos filmes, mas em referências, temáticas e sobre a história de cada um dos realizadores. Os bastidores das produções foi algo que também dividimos e que o público recebeu muito bem. Foi bastante divertido e prazeroso estar lá novamente, assim como em 2009.






   E que venha a Mostra Sesc Cariri de Cultura 2011! Estar em Juazeiro do Norte sempre é um prazer, ainda mais fazendo o que gostamos e para um público sempre tão bacana, além claro de estar cercado de grandes e ótimos amigos. Se tivesse que passar uns meses em Juazeiro trabalhando num projeto com certeza não acharia nem um pouco ruim... :)

Agradecimentos especiais ao Elvis e Carlosnaik Veras, da produção do Sesc, pela oportunidade e acolhida, e à Carolzinha Vieira, que mais uma vez se doou totalmente para que tudo desse certo :D

Fotos minhas, da Carolinne Vieira e do Elvis.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Vinheta - Mostra Sesc Cariri 2010: Núcleo Audiovisual



Mais uma vinheta realizada, pra Mostra Sesc Cariri de Cultura 2010. Nesta animação de pouco mais de trinta segundos a coisa ficou bem complexa quando eu vi que, pra conseguir a leveza que eu queria teria que animar a reais 24 quadros por segundo, o que me fez tomar bem mais tempo e concentração para cria-la, mas também acabei chegando em um resultado que me satisfez muito e me dá muitas ideias pra pensar coisas a partir daí; as possibilidades como sempre são infinitas. Depois posto sobre o processo de criação - como todo trabalho, aprendi muito ao faze-lo, e vamos em frente pra próxima :)

Estarei no Cariri a partir da próxima sexta, dia 12, para realizar, juntamente com o Telmo Carvalho e a nossa produtora Carolinne Vieira o Panorama do Cinema de Animação Cearense. Breve mais detalhes :)

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Entrevista - Revista do Cinema Brasileiro (2010)

Entrevista feita no Rio de Janeiro, durante o Anima Mundi deste ano; acabei perdendo o contato com os produtores do programa e não soube quando foi originalmente ao ar. De toda forma, graças à amiga Carolinne Vieira, a entrevista foi encontrada na net. Valeu Carol! :D

domingo, 31 de outubro de 2010

Teste - Pintura-no-tempo real


Teste feito rapidamente, onde testei a animação realizada com a técnica Pintura-no-tempo - como fiz no meu curta Linhas e Espirais, só que desta vez utilizando uma base física real, utilizando giz de cera e tintas guache e acrília sobre papel duplex, numa folha que prendi na parede, aqui no estúdio.

A animação foi capturada utilizando o software Dragon Stop Motion para, a partir da webcam de um notebook, capturar a ação quadro-a-quadro. Este programa - que eu já tinha ouvido falar, mas que foi me mostrado em funcionamento pelos amigos animadores Pedro Iuá e Fábio Yamaji - é de grande auxílio ao animador, pois permite uma incrível agilidade na captura de imagens, além de pré-visualizar rapidamente o andamento da animação enquanto se faz e também pela possibilidade de exportar o resultado final com qualidade, além de muitas outras coisas bacanas.

Este é um teste bem primário, feito de madrugada e que até apareço em quadro algumas vezes, bem como outras falhas, mas demonstra bem as possiblidades infinitas de realizar trabalhos animados desta forma.

sábado, 30 de outubro de 2010

Entrevista - Papo na Rede (TV Jangadeiro)

Entrevista para o programa online Papo na Rede, da TV Jangadeiro, daqui de Fortaleza, realizada na ocasião da II Semana da Animação - e especificamente no último dia, que era o Dia Internacional da Animação - DIA.  O programa é muito bacana, acontecendo ao vivo com a interação dos espectadores pelo twitter, que mandam perguntas e ditam o ritmo da entrevista. Apesar de ter estreado há pouco tempo, com certeza traz uma proposta de grande futuro, que certamente ainda renderá bons frutos. Ainda por cima, fui muito bem recebido pela produtora Monique Oliveira. Nota 10 pra produção, direção e concepção do programa. Espero voltar lá qualquer dia desses :D


terça-feira, 26 de outubro de 2010

Vinheta - II Semana da Animação

Vinhetinha feita rapidamente (pra variar), testando algumas novas possibilidades com as quais já estava namorando há tempos. Numa próxima postagem mostro os detalhes de tudo o que testei aqui :)

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

II Semana da Animação!

E após mais de um mês sem postar nada, posto agora algo que eu e os amigos do NUCA temos preparado já há algum tempo: a II Semana da Animação, que nesta edição já leva o subtítulo de Mostra Internacional de Cinema de Animação. Mostras especiais, mini-cursos e literalmente muita animação em sete dias de programação. No blog oficial da Semana tem mais informações, em detalhes. Além de estar coordenando e produzindo o evento junto com o companheiro de guerra Telmo Carvalho, estou preparando uma vinhetinha que abrirá as sessões e ajudará na divulgação pela internet. Breve estreará aqui... e na mostra. Também estão na luta Carolinne Vieira, nossa eterna, criativa e batalhadora produtora; Francimone Campos, sempre uma mão precisa e essencial no design de todo o material, e meu irmão Denis Akel, que comigo assumirá as postagens do blog do evento, que espero que sejam mais regulares dos que as que tenho feito no meu. A Escola Art & Cia Cursos também está sendo uma parceira e tanto, fazendo o evento ir além do que imaginamos, juntamente com os amigos da Caramelo Comunicação, que tiveram grande responsabilidade pelo sucesso da I Semana, ano passado. Uma grande equipe, parceiros e apoiadores de peso... vamos em frente! :D

terça-feira, 14 de setembro de 2010

8 MUMIA (I) - Primeiros dias


Após uma agradabilíssima viagem de vinda pra Belo Horizonte (nada como viajar nas espaçosas poltronas da porta de emergência! :P) cheguei, e muito bem recebido pelo grande Sávio Leite. Embora já tenhamos nos conhecido antes só agora, aqui no clima do festival, que estamos podendo conversar com calma. Cheguei já há alguns dias e já pude curtir um bocado do festival, mas só agora conseguindo finalizar a postagem, finalmente, podendo colocar o registro no ar! :)

O Cine Humberto Mauro - que é o point do MUMIA - fica dentro do Palácio das Artes, e todo o ambiente é muito bacana, você respira arte por onde passa, e ainda mais no friozinho que está fazendo, juntando ainda às exibições, tudo acaba sendo uma experiência muito agradável.




Abaixo, registro da sessão dos realizadores mineiros, que aconteceu sábado, dia 11, mostrando filmes de animadores locais iniciantes e veteranos. A discussão foi muito bacana, e todos se mostraram muito receptivos e felizes com seus filmes presentes, estreando muito deles neste momento, vários por sinal a título de trabalho de conclusão de curso. Dos mais simples aos mais complexos, esses filmes dos novos realizadores mostram força e muita sede por realizar - uma nova safra mineira que com certeza vai conquistar o seu espaço no cenário nacional e mesmo fora dele.

Um ponto curiosíssimo que ocorreu foi algo que eu nunca esperaria testemunhar. Ao ver um dos filmes desta mostra, vejo um que usou clara e descaradamente o meu teste de animação do Círculo, meu curta em processo neste momento! O realizador do trabalho pegou o vídeo que está na net, recortou um pedaço e o incorporou ao seu trabalho. Fiquei sem ação quando vi, e logo que, após o debate, abriram para perguntas logo perguntei a ele a origem das imagens. O rapaz disse que pegou muitas da internet e tudo mais, de diversas origens, de filmes, curtas e tudo mais. Após isso, completou: "... e inclusive... eu usei um pedaço de um filme seu!...", ao qual respondi "Sim, eu percebi na hora, por isso perguntei!", ao qual todos na sala caíram na risada; foi de fato, um momento cômico. Conheço pessoas que teriam voado em cima do sujeito, mas mais do que outra coisa eu queria entender o seus motivos, enfim, entender a situação. O rapaz ainda argumentou que só pegou coisas que eram referência pra ele, de realizadores mais experientes e tal (ele acaba de terminar um curso de animação), e - nas palavras dele - "...mas... é isso aí cara... é a contemporaneidade!". Enfim, não custava ter me mandado um e-mail pedindo pra usar as imagens, e colocar ao fim do vídeo a menção da origem das imagens, mas, enfim... não quis criar caso, o rapaz está aprendendo ainda, certamente fez de forma ingênua, mas espero que pense melhor numa próxima vez.



No domingo e segunda seguiram-se ótimos momentos, tanto na Mostra quando fora dela. O meu curta Maria da Glória foi exibido algumas vezes na e teve uma recepção bem bacana. Tenho visto muitos filmes e conversado com muita gente. A fama do mineiro em ser receptivo, caloroso e acolhedor não é mentira - todos têm nos recebido com muita atenção, e estão felizes de a mostra ter trazido realizadores de outros estados. O prazer é nosso :D

Abaixo, a impressionante fachada do centro de Cultura de Belo Horizonte, onde acontecem algumas mostras do MUMIA, por sinal a de hoje, com os os nossos curtas (o meu, o do Marão e o do Fábio) e os fantásticos do russo radicalizado amaricano Alex Budovski.


E logo abaixo, um registro de um dos deliciosos momentos entre amigos, conversando sobre cinema de animação, sobre arte como um todo, contando alguns causos mineiros e muitas coisas mais. Esta parte pra mim está lado a lado com a oportunidade de assistir aos filmes, pois é nessas conversas despretensiosas onde conhecemos pessoas, onde fazemos amigos e as ideias mais bacanas surgem, tornando viagens como esta realmente inesquecíveis.


Até agora assisti apenas as sessões nacionais, mas logo mais - na terça - meu ofício de membro do júri internacional começa oficialmente, assistindo aos curtas da Mostra Internacional. O Sávio já avisou hoje na sessão que são todos impressionantes, então vamos em frente. Logo, mais imagens e mais impressões destes dias maravilhosos em Belo Horizonte :)

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

MUMIA 8: Lá vamos nós! :D


Logo mais estarei de partida pra Belo Horizonte - à convite de Sávio Leite, diretor do MUMIA - Mostra Udigrudi Mundial de Animação -, integrarei a banca do Júri Internacional da mostra. Fiquei sem palavras quando recebi o convite - é a primeira vez que integro um júri, e além da responsabilidade sinto-me muito honrado em ter esta oportunidade, que com certeza é algo que não acontece todo dia :)

Sempre quis conhecer Minas, terra de tanta cultura, história e atrações bacanas - sem falar claro nas delícias gastronômicas - e também com tantos talentos na animação, como o colega Sávio e a querida Cris Fariah (cujo blog é muito bacana, vale mais do que uma visita). Já consigo sentir o clima daqui :D

O Sávio é um destes caras que luta mesmo pelo que ama. Tem um profundo conhecimento de cinema, uma empolgação realmente sincera por esta arte. Ele conhece realizadores e festivais por todo o mundo, e a visão dele sobre cinema de animação é algo que realmente pouca gente por aí tem. E ele ainda tira tempo - não sei de onde - pra fazer seus próprios curtas autorais, inclusive premiadíssimos no Brasil e pelo mundo afora. Tive a oportunidade de conhecê-lo ano passado, e é de fato uma figura ímpar no cenário brasileiro de animação.

E esse espírito apaixonado do diretor é o que faz a alma do MUMIA. Com certeza um festival é a cara de seus idealizadores, e neste caso esta colocação se faz mais do que adequada: o MUMIA é uma mostra livre, onde não há seleção de trabalhos; todos têm seu espaço para ser vistos e verem trabalhos de toda parte, feitos de todas as formas imagináveis. Desde 2006 participo enviando meus filmes e sempre fico com água na boca quando recebo o catálogo com os filmes e mostras que houveram. Mal posso esperar pra conferir ao vivo.

Também nesta edição participarei com um filme - claro, na mostra nacional, que tem outro júri :P - : o Maria da Glória, na sua versão original. E tenho ainda a honra de ter no júri juntamente comigo os colegas e amigos Marão e Fábio Yamaji. No blog do MUMIA sempre tem novidades da mostra, assim como na sua versão internacional. É isso, malas quase prontas, aquela pequena-grande ansiedade clássica pré-viagem (que logo passa) e vamos nessa! :D

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Ilustrações pra lugar nenhum

Rosto

Cabeça branca

Cabeça distorcida

Carinha

Algumas ilustrações sem compromisso feitas na tarde de ontem. Fazia tempo que não fazia nada que não tivesse uma aplicação diretamente prática, e fazer isso - coisas sem pretensão alguma - é algo muito saudável e ajuda de fato as ideias a fluirem mais. Saudade dos tempos desenhando deitado até tarde, na minha pequena prancheta, nos finalzinho da minha infância, até onde recordo, e tudo sempre parecia novo. Sempre gostei de desenhar direto de caneta, hábito por sinal que carrego até hoje.. :P

Estes desenhos no entanto foram feitos digitalmente, no Corel Painter; estava enrolando pra começar um trabalho e acabei fazendo estes rabiscos e outros meio que sem pensar, só pra brincar mesmo. Bem que eu poderia fazer isso todo dia, e aos poucos ir criando um 'diário gráfico digital'... :P

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Ilustração - 1998


Ilustração feita para um roteiro de estudo do colégio, em 1998. Na época eu estava no 1o. ano do ensino médio, e o desenho que fiz foi usado na capa do roteiro de todas as séries, inclusive neste, que era do meu irmão, que na época cursava a quinta série. A ideia era fazer um pequeno cartum sobre a ideia da Copa do Mundo, que na época era algo que eu ainda me importaria em fazer um desenho. Hoje dificilmente isso aconteceria... :P

sábado, 4 de setembro de 2010

Alto contraste pela manhã

Janela

Janela

Janela

Janela

Janela

Planta

Imagens que tirei cedinho um dia desses, antes de sair pra faculdade. São muito bons esses momentos em que conseguimos registrar alguma coisa que realmente acreditamos que vale a pena ser registrada. Esta minha camerazinha, uma Samsung (caseirinha mesmo, baratinha) apesar de não ser grande coisa pra locais com pouca luz (e até mesmo pra fotos coloridas) é muito boa com imagens em pb, e o modo macro funciona melhor do que se poderia imaginar. É isso aí. :)

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Referência: simpático anúncio do Gmail

Muito simpática a animação de divulgação de um novo recurso do Gmail, da Google. Se todas as propagandas e publicidades fossem como essa, provavelmente o mundo seria bem mais feliz :)

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Ilustração: Destra Design



Ilustrações que fiz para a Destra Design, que as encomendou para um manual do colaborador para a DB Transportes, empresa de transporte pesado. O mascote da DB foi inclusive criado por mim, alguns anos atrás, o qual passou por alguns ajustes até chegar ao ponto atual, claramente inspirado nos cartuns dos anos 50 e 60, que sou fã confesso. Este foi um trabalho muito divertido de fazer; apesar de eu sempre ter desenhado cartuns e desenhos cômicos de uma maneira geral - na verdade, é a base do pouco que acho que sei de desenho - tenho feito comparativamente poucas coisas nessa linha nos últimos tempos. Sempre que mostro a alguém há uma surpresa, pois tenho feito relativamente poucos trabalhos assim, se se comparando aos experimentais. Hoje tenho de fato na distorção da realidade um foco de trabalho, mas ainda gosto muito de desenhar meus desenhinhos engraçadinhos. Sonho num futuro próximo conseguir mesclar os dois, criando um filme experimental com desenhos cômicos, rotoscopia e mais um bocado de loucuras...

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Quase abstrato


Já faz um bom tempo - algo como alguns meses - que não pinto nada em tela; dezenas de telas paradas aqui em casa, sem falar nas tintas com validade próxima e embalagens rachando sozinhas, pelo ressecamento da tinta... Enfim, fico a observar as telas enquanto faço outras coisas, e pensando em qual caminho seguir para termina-las um dia. A tela acima é uma destas, que após realizada fiquei olhando para a mesma por anos imaginando o que fazer. Acho que é a única que eu tenho (ou tinha) que era a princípio puramente abstrata. Nunca consigo fazer nada assim, totalmente abstrato, e talvez por isso tenha "travado" nesta. Foi uma das minhas primeiras experimentando a técnica da tinta salpicada (utilizando na época ainda para salpicar tinta barata de parede, o que por sinal não é uma boa ideia). Após todo esse tempo, tomei coragem e a pintei toda de branco.


Bom, não totalmente de branco, mas ainda deixando um pouco visível a imagem e as texturas embaixo. Simplesmente sou apaixonado por quadros com branco 'esbatido', mal passado, irregular. Nesse caso até que não achei tão ruim, mas resolvi prosseguir, pintando algumas figurinhas figurativas:


E pra falar a verdade não gostei muito. Não sei se foi o estilo das pinceladas, ou as formas em si, mas ainda não é isso. As fuguras não estão "vivas" ainda, não sei, não tem um vigor, uma força realmente. Nesta foto tem apenas um pormenor dela, mas ainda assim não vai muito além disso. Talvez não seja nem as pinceladas, mas a maneira como estão, ou melhor ainda, o contexto - pra uma animação iriam provavelmente funcionar bem, oscilando de espessura e textura quadro a quadro, mas na tela... ainda acho que falta algo. Enfim, fica o registro. Logo que a finalizar - e espero que não demore mais dois ou três anos -, a posto aqui. Em frente. :)

sábado, 21 de agosto de 2010

Referência: Jeff Scher (entrevista)



Mais uma postagem sobre o grande Jeff Scher. Feita por uma televisão americana, esta matéria mostra bem o processo de Scher - a rotoscopia feita com pintura sobre imagens projetadas, algo que quero experimentar muito em breve :) - além dele contar fatos interessantes sobre os seus filmes. Bem bacana também o seu ambiente de trabalho, parece bem inspirador. :D

Isso é que é bacana; hoje com a internet e o Youtube temos rápido acesso a esses autores, seus filmes e até sobre seus processos, de forma instantânea. Com certeza é uma revolução na forma como os filmes são pensados, feitos e exibidos, e penso que temos de fato de aproveitar e se nutrir disso. Claro que também tem o outro lado; ficamos tão repletos de material de referência que nunca conseguimos assistir tudo, ou ainda, assistir as vezes necessárias e como deveríamos... é, paciência. :P

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Grande referência: Len Lye

Escultor, pintor, animador e cineasta, o inglês Len Lye é sem dúvida mas das minhas maiores referências. Um dos precursores na técnica da animação direto na película (que um dia quero experimentar), seus filmes são de grande força e vigor. Nunca me canso de vê-los, e faz algumas semanas encontrei no Youtube algumas versões em altíssima qualidade de dois de seus filmes;





Considerando que são filmes de mais de setenta anos atrás, estas cópias brilham com cores que eu ainda não conhecia (para se ter uma ideia era esta a versão de Rainbow Dance que até há bem pouco tempo eu conhecia e me maravilhava...). Uma das coisas que mais me impressiona é o ritmo perfeito dos seus filmes; a escolha de imagens, a música, o ritmo, a sincronia então... é algo mágico realmente. Seus filmes pulsam uma vida que realmente me fazem ver que é esse o caminho, é isso que procuro. E de um tempinho pra cá muito tem me interessado criar em cima de imagens reais - especificamente de pessoas - e nisso o mestre Len Lye foi um percusor, sendo um dos primeiros a trabalhar com a técnica da rotoscopia. Hoje pra mim é esse de fato o ponto, o que quero explorar, a distorção sobre imagens humanas, e estes filmes são centrais nisso. Puxa, um dia quero fazer trabalhos tão expressivos quanto estes. Em frente :)

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Anima Mundi 2010 (VI): Sinna Mann e impressões em 35mm


Sinna Mann from Visuelt.org on Vimeo.


Sinna Mann, ou Angry Man foi um dos trabalhos de animação mais marcantes que já vi, e com certeza um dos pontos altos desta edição do Anima Mundi. O tema profundo e de difícil abordagem - a violência doméstica - foi genialmente tratado, e o resultado é realmente assustador, como esse trechinho já mostra. Tecnicamente é impecável - recortes belamente animados, com leveza e vigor ao mesmo tempo. Pra completar, a cópia que assisti era em 35mm, o que deu outro brilho ao espetáculo.

Isso foi por sinal umas das coisas que muito me marcou lá: a qualidade real de um trabalho finalizado em 35mm. Assisti trabalhos que normalmente nunca veríamos desta forma, a não ser realmente em um festival internacional. A qualidade das exibições em vídeo estava boa, mas até que as exibições em Full HD se tornem comuns, uma exibição em 35mm bem realizada é algo que realmente impressiona. Pode parecer bobo falando assim, mas você consegue ver claramente a textura dos trabalhos, a precisão de traços, as sutilezas da animação. Nas sessões de cinema normais por aí só vemos animação na forma de coisas em 2D tradicional e em 3D digital que já nos habituamos, mas trabalhos mais experimentais têm outra sensação. Se antes eu já pensava em finalizar meus trabalhos em película agora então é quase um objetivo pros próximos. Claro, é uma coisa que eu sinto que tenho que passar, mas não necessariamente é o fim em si - com a popularização dos formatos digitais, exibições em altíssimas resoluções logo devem ser próximas de uma em 35mm, mas o ponto é que ver tanta qualidade na tela em nossos filmes é algo que sempre buscamos, depois de tanto trabalho para realizá-los. E vamos em frente :D

Meu irmão Denis Akel, que também esteve lá comigo está fazendo ótimos registros sobre o que vimos no festival, no seu blog Diálogos Visuais. Vale uma visita, ou melhor, várias! :D

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Anima Mundi 2010 (V): Vídeo

Vídeo do Canal Brasil, cobrindo o encerramento do festival. Além de Marcos Magalhães falam os amigos animadores e vencedores Marão e Alexandre Bersot :)

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Anima Mundi 2010 (IV): De volta, mas ainda lá

Dois dias após chegar de volta à Fortaleza ainda me sinto no evento. As dezenas de filmes que vi, junto com os papos animados, a palestra, o contato com os amigos animadores... a inspiração e energia trazida por tudo isso é algo que com certeza levarei pra sempre, e posso dizer que estar presente neste festival foi algo que com certeza já é um divisor de águas pra mim. Uma das principais coisas que senti realmente foi que nada está tão distante assim da gente quanto imaginamos. Grandes festivais, grandes mestres, grandes filmes, grandes amigos, grandes sonhos... tudo está aí, para ser valorizado, ou conquistado, ou conhecido. Estar em contato com tudo isso me fez ver que o nosso mundo é sim cada vez menor, as distâncias não existem, o tempo é algo relativo, e tudo depende do quanto estamos dispostos a ir, a arriscar, a viver. Nas próximas postagens vou colocando aos poucos pedacinhos de tudo o que vivi nesta semana maravilhosa na cidade maravilhosa.

sábado, 24 de julho de 2010

Anima Mundi 2010 (III): Entrando no espírito


Já completamente adaptado ao festival, neste momento só posso lamentar não ter chegado antes pra poder pegar o festival inteiro (perdi os primeiros dias); é realmente uma missão difícil abarcar a totalidade (seja em qual aspecto for), mas tenho tentado ao máximo aproveitar tudo - assistir aos filmes, estar nos bate-papos e fóruns, conversar um pouquinho com todos os amigos que tenho encontrado e tudo mais. Cada dia parece durar uma semana, mas ao mesmo tempo parece passar num piscar de olhos... :P


Atividades cada vez mais interessantes têm acontecido. Tive a oportunidade de participar de dois papos-animados, entre eles um com o grande animador canadense Cordell Barker, que com sua humildade e simplicidade mais uma vez me fez perceber que as distâncias entre nós e os ditos grandes mestres da animação estão apenas nas nossas cabeças. Abaixo, a lojinha do Anima Mundi, onde já gastei boa parte do dinheiro que trouxe.. :P

Das sessões tenho assistido o que posso, muita coisa bacana de fato mas, também, cá entre nós, algumas coisas meio esquisitas. Pra falar a verdade muitos filmes de animação também incorporam o esquema contemporâneo dos curtas metragens live-action, onde se mostra apenas uma pequena situação que normalmente não se resolve bem, ficando aquela "deixa" que pode até parecer muito cult pra quem faz, mas soa quase ridícula para quem assiste. Ao ver com meu irmão trabalhos assim sempre comento brincando em qual ponto eles vão terminar, normalmente em um ponto onde se confunde quem está assistindo - e normalmente acertamos qual o ponto antes de ver... :P Particularmente não gosto muito de filmes assim, soam para mim meio pretensiosos e "cerebrais" demais; prefiro ainda os mais sinceros e despretensiosos na medida certa, que vão direto à alma, ao coração - e assim também existem muitos.


Seja como for, a cada momento mais me dou conta do quanto é interessante estar aqui, em um dos maiores festivais de animação do mundo. Sinto por não ter vindo antes, mas tudo realmente só acontece ao seu tempo. Já me planejo pro próximo ano, e acho que todo animador brasileiro deveria realmente se esforçar e vir à toda edição do festival, pois é uma oportunidade imperdível de estar nese espírito realmente empolgante e contagiante. O que mais tenho sentido nem são tanto ideias novas, mas sim cada vez mais certezas daquilo que quero fazer, de concretizar minhas ideias e sonhos mais loucos, e sabendo ainda que terão um espaço quando finalmente se materializarem. Se depender da energia vibrante que estou acumulando em tantas experências únicas vividas por aqui, estas ideias se farão reais muito em breve ;) Acima, foto do ingresso da última sessão (das cinco que assisti só ontem), juntamente com o meu "jantar": biscoito recheado e água mineral. A correria pra pegar tudo está grande, mas está valenbdo e muito a pena. Logo mais, palestra impredível sobre filme direto na película com a Maureen Furniss. em frente! :)

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Anima Mundi 2010 (II): Mais e melhor

Mais uma vez é uma sensação indescritível que tive ao finalmente assistir a algumas sessões do festival. Após então ter conhecido alguns destes filmes geniais me convenço que esse é mesmo o meu caminho; é impressionante como tantas pessoas pelo mundo - em toda parte mesmo - seguem seus corações e fazem os seus filmes. Com técnicas mais do que diversas, abordagens muito particulares e muitas vezes resultados imprevisíveis, é inspirador estar aqui. Se respira animação em tudo, seja nestes maravilhosos filmes como nos encontros casuais com os amigos animadores, sempre receptivos.

Entre os trabalhos que vi e me extasiei hoje estão o belíssimo francês Nuvole, Mani acima, e Rytual, ambos ricamente texturizados, resultando em animações singulares. Também o louquíssimo Au Bal Des Pendus, abaixo, foi algo que me marcou e me identifiquei totalmente - outros loucos também estão à solta por aí.

Já já, sessão do Anima Fórum, com a conferência de diversas escolas de animação do mundo. Perdi as inscrições e estou sem ingresso, mas vou ficar por perto pra ver se aparece alguma desistência ou vaguinha de última hora. :P

terça-feira, 20 de julho de 2010

Anima Mundi 2010 (I): primeiras impressões


No Anima Mundi! Após algumas pequenas batalhas para chegar, finalmente estou no Rio, pela primeira vez por sinal, e também podendo finalmente participar ativamente deste que é um festival que desde pequeno babava quando via as matérias na TV, e conforme ia crescendo ia me dando vontade de produzir quando via os realizadores falando, e também os seus filmes, e hoje sorrio quando me vejo do outro lado, finalmente aqui pra poder ver realmente como são as coisas através do espelho :P


Gentilmente acomodado na casa de um amigo animador, hoje pude ver pouco ainda, mas ainda assim impressões significativas.  Consegui pegar a sessão de filmes de documentários animados, o Panorama Doc, com impressionantes e deslumbrantes trabalhos de toda parte. Logo depois, fui pra sessão Galeria, onde meu trabalho está sendo exibido.


Acima, painel situado na Galeria com os filmes. Após assistir parte da sessão já estava impressionado. É indescritível ver que o seu trabalho foi colocado lado a lado numa programação de produções absolutamente ousadas e inovadoras em todos os aspectos, incríveis mesmo. Não consegui assistir todos ainda, mas os trabalhos Part Blue e Loom já me mostraram o que está por vir nos restantes que mal posso esperar pra ver. De babar mesmo.


O evento como um todo é também um exemplo de organização de produção; tudo muito bem articulado e preciso, e é interessante como todo o público que vi parece já saber tudo - todos os detalhes da edição, que sessões quer ver, onde encontrar cada parte da programação, enfim, percebe-se que é algo que já está mesmo enraizado na cidade, é algo já sedimentado, presente nas pessoas. Um exemplo mesmo. :D


Acima, um encontro com o animador, realizador e um dos diretores do festival, o lendário Marcos Magalhães. A sensação ao se conhecer estas grandes figuras da animação é sempre a mesma - dá logo aquela sensação de familiaridade, de segurança, quase uma amizade desconhecida e pressuposta, pois sentimos que estamos todos de fato no mesmo barco, e em busca de objetivos muito semelhantes.

Todas as fotos são do meu irmão Denis Akel, que juntamente com minha querida mãe também está presente aqui no Rio. E vamos em frente que logo tem mais - sessão Curtas 5, na Praça Animada! :D

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Anima Mundi: making of 2009

Já preparando as malas pro Anima Mundi, encontro este mini-documentário bem bacaninha com o evento do ano passado, que dá uma boa ideia do que esperar por lá:

Making Of Anima Mundi 2009 from Anima Mundi on Vimeo.

No canal do Vimeo do festival tem vários vídeos e vinhetas dos outros anos. Já é algo de grande satisfação saber que estamos com um trabalho lá, e ainda mais então estar presente pra conferir tudo. Em frente! :D

terça-feira, 13 de julho de 2010

Cine Ceará 2010

Semana retrasada aconteceu a vigésima edição do Festival Cine Ceará, e no meio do caos dos projetos consegui tirar alguns dias pra ir lá - como bem disse um colega realizador, festival na nossa cidade é sempre complicado pois nunca conseguimos realmente tirar um tempinho pra ir. Um dos motivos que me fez com certeza estar presente foi a vinda dos grandes amigos animadores Fábio Yamaji e Jonas Brandão, ambos com filmes selecionados na mostra competitiva. Foi muito bacana, pudemos sair juntamente com alguns animadores locais e botar os papos em dia. Acima, Telmo Carvalho, Mariana Medina, Pedro Jorge e eu. Abaixo, Jonas Brandão, Fábio Yamaji, Hugo Lins, Márcio Ramos, eu, Telmo Carvalho e Mariana Medina.

Ainda fizemos uma visita ao Núcleo de Cinema de Animação Casa Amarela Eusélio Oliveira/UFC, onde pudemos conversar com mais calma sobre o universo da animação e mostrei alguns dos meus projetos aos amigos paulistas. Lembro que alguém tirou uma foto lá, e logo que a tiver posto aqui. O mais bacana de reencontrar e conversar com os amigos da área é que sempre ficamos empolgados e inspirados pra fazer coisas novas, dada a troca de experiências sempre enriquecedoras. O Fábio e o Jonas são animadores talentosíssimos e pessoas super bacanas. Devo reencontrá-los agora no Anima Mundi, que esse ano não me escapa. Esse será o tema, inclusive, das próximas postagens. Em frente! :D

Fotos: Chico Gadelha e Alexandre Jardim.

domingo, 11 de julho de 2010

Maria da Glória: mais imagens ainda


Imagens que estão em produção neste exato momento. Pelo andar da carruagem nestas imagens, com tudo ficando mais caótico do que eu pretendia, acredito que provavelmente elas vão integrar a sequência de metamorfoses animadas do final do filme, parte que por sinal estou alongando.
Mexer em algo que já dissemos que 'terminamos' é sempre algo delicado; se deixar acabamos mexendo em tudo, mas sabemos que isso não é o melhor caminho. Também nossa visão se amplia em relação à nossa ideia inicial, devido ao tempo decorrido, e queremos ir além ainda do que imaginamos, e aí o referencial cresce e fica difícil acompanhar. Enfim. Está mais difícil terminar este curta do que eu imaginei, e depois do processo tão orgânico e fluido que foi fazer o Linhas e Espirais, fiquei mal acostumado. Quero terminar este filme esta semana, e sei que isso é o melhor pra ele. Em frente. :)